Ora ora, vamos já prontamente responder à pergunta do título. Será que o profissional da área de Nutrologia esportiva trabalha sozinho? Não, não trabalha. Acho que, na verdade, ninguém trabalha sozinho não é mesmo?

Normalmente o profissional desta área trabalha em conjunto com outros profissionais da saúde para buscar o máximo rendimento de um atleta. Em parceria com cardiologistas e ortopedistas, por exemplo, o trabalho é  otimizado.

E qual a importância das ações desse profissional?

Todos sabemos o quanto a qualidade da alimentação influencia o dia a dia de todos nós. Imagine, então, na rotina de um atleta de ponta. Nenhum ramo da saúde cresceu tanto como os relacionados à nutrição. Mas, é importante frisar que, na mesma proporção em que aumentou a dissipação de informação sobre o assunto, deve-se aumentar o cuidado com as fontes as quais devemos recorrer. E, por isso, se faz tão fundamental a presença de um especialista.

As condições clínicas relacionadas ao consumo de nutrientes ganharam tanta importância nos últimos anos, que várias vertentes de análise e estudo começaram a surgir e ganhar espaço no mundo científico. E o estudo dos nutrientes se faz muito presente.

Mas, apesar do crescimento vertiginoso recente, a história da relação entre medicina e nutrição no meio esportivo vem desde as antigas e célebres olimpíadas gregas. Na época, os competidores de diversas modalidades consumiam grande quantidade de proteína animal antes das provas, com o objetivo de aumentar a força e a potência muscular.

Ao longo dos anos, é claro, os métodos mudaram bastante e o conhecimento subiu vários degraus, mas a importância de uma dieta balanceada para o melhor aproveitamento dos nutrientes na vida de um atleta segue sendo fundamental.

Mas quem deve procurar por um profissional de nutrologia esportiva?

De acordo com pesquisa do Diagnóstico Nacional do Esporte (Diesporte), a principal motivação do brasileiro para a prática de esportes é o bem-estar, seguida pela melhoria do desempenho físico.
Seja o paciente um atleta de alto rendimento ou de final de semana, a melhoria nos resultados, seja qual for o objetivo, a partir do acompanhamento e detalhamento de uma dieta feita por um profissional da área de nutrologia esportiva são nítidas.

A montagem de um cardápio que deve ser consumido antes de um exercício, por exemplo, define a facilidade com que um movimento pode ser realizado.

A alimentação ajuda, também, no controle da fadiga muscular e é responsável pela recuperação completa depois de cada treino.

Torne-se um profissional desta área!

Ficou bastante clara a importância da alimentação regrada na vida de quem pratica exercícios, não? E que tal se tornar um profissional que trabalha em conjunto com outras pessoas que estão sempre em busca de melhorar o desempenho de quem pratica atividades esportivas.

Trabalhar em prol do bem-estar das pessoas é sempre muito prazeroso. É um belo propósito para que quer melhorar a qualidade de vida de seus pacientes com muita eficiência e responsabilidade. E a BWS vai te ajudar! Continue nos acompanhando e saiba mais sobre o curso de pós-graduação que vai te fazer ser querido por grandes atletas.